Loading...

Mário Cesariny


Votos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de Utilizadores
Seja o primeiro a votar, clique na pontuação que deseja atribuír. Registe-se para votar.
1923 - 2006

Biografia

Mário Cesariny nasceu no dia 9 de Agosto de 1923 em Lisboa. Frequentou a Escola de Artes Decorativas António Arroio e estudou música com o compositor Fernando Lopes Graça. Considerado o mais importante representante poeta português da escola Surrealista, encontra-se em 1947 com André Breton, facto determinante no desenvolvimento de seu trabalho literário. Ainda nesse ano participa junto com Alexandre O'Neill, António Pedro, etc. no Grupo Surrealista de Lisboa. Algum tempo depois, por não concordar com a linha ideológica do grupo, afasta-se de maneira polêmica e funda o "Grupo Surrealista Dissidente". Principal representante do Surrealismo português, Mario Cesariny, no início da sua produção literária, mostra-se influenciado por Cesário Verde e pelo Futurismo de Álvaro de Campos, heterónimo de Fernando Pessoa. Ao integrar-se ao Grupo Surrealista, muda o seu estilo, trazendo para sua obra o "absurdo", o "insólito" e o "o inverossímil". Além de poeta, romancista, ensaísta e dramaturgo, também dedicou-se às artes plásticas, sobretudo à pintura.

Livros escritos por Mário Cesariny

Titânia (1994)

O Virgem Negra (1989)

Vieira Da Silva. Arpad Szenes Ou O Castelo Surrealista (1984)

Primavera Autónoma das Estradas (1980)

As Mãos Na Água E Na Cabeça (1972)

Burlescas. Teóricas e Sentimentais (1972)

19 Projectos de Prémio Aldonso Ortigão seguidos de Poemas de Londres (1971)

Titânia e A Cidade Queimada (1965)

Um Auto para Jerusalém (1964)

Planisfério e Outros Poemas (1961)

Poesia (1961)

Alguns Mitos Maiores e Alguns Mitos Menores Postos à Circulação pelo Autor (1959)

Nobilíssima Visão (1959)

Pena Capital (1957)

Manual de Prestidigitação (1956)

Louvor e Simplificação de Álvaro de Campos (1953)

Discurso sobre a Reabilitação do Real Quotidiano (1952)

Corpo Visível (1950)

Poesia (1944)

Poemas escritos por Mário Cesariny

Dorme Meu Filho

Em Todas as Ruas te Encontro

Faz-se Luz

Lembra-te

Ortofrenia

Os Pássaros de Londres

Para os Lábios que o Homem Faz

Uma Certa Quantidade

Vídeos de Mário Cesariny



Comentários

Precisa de se registar para aceder aos comentários.

Voltar

Top 10 de vendas

Novidades

Questão

Qual a secção do Portal da Literatura de que mais gosta?

Livros 43.31 %
Poesia 17.83 %
Também Escrevo 14.65 %
Escritores 11.46 %
Pensamentos 4.46 %
Adivinhas 2.55 %
Editoras 2.55 %
Provérbios 1.91 %
Vídeos 1.27 %

157 voto(s) até ao momento

Para poder votar é necessário estar registado no Portal da Literatura.
Registe-se

Este website contém 2778 autores e 6789 obras.