Loading...

Mário de Carvalho


Votos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de Utilizadores
Com 1 voto(s). Registe-se para votar.
1944 - -

Biografia

Escritor e advogado português, Mário Costa Martins de Carvalho nasceu na cidade de Lisboa, em Setembro de 1944. Enquanto estudante universitário acompanhou de perto a movimentação académica de 1962, participando de forma ativa em vários movimentos estudantis. Em 1969, concluiu a licenciatura em Direito na Universidade de Lisboa e, durante o serviço militar, foi preso pela polícia política tendo sido sujeito a 11 dias de privação do sono. Em 1973, quando saiu em liberdade condicional, decidiu exilar-se. Viveu temporariamente, de forma clandestina, em Paris e acabou por viajar para a Suécia onde tinha família. Após a revolução de 25 de abril de 1974, regressou a Portugal.

Revelou-se como ficcionista no início da década de oitenta com Contos da Sétima Esfera (1981), a que se seguiram, entre outras obras, Os Casos do Beco da Sardinheiras (1981) e O Livro Grande de Tebas, Navio e Mariana (1982), que recebeu o Prémio Município de Lisboa.

Nos anos seguintes, dedicou-se à advocacia tendo conseguido conciliar este exercício com o da escrita (teatro, cinema e crónica). Ocupando um lugar original nas opções da narrativa contemporânea, a sua ficção combina frequentemente a inspiração histórica com o insólito.
Das suas publicações destacam-se: A Paixão do Conde de Fróis (1986), que recebeu o prémio Dom Dinis nesse mesmo ano, Os Alferes (1989), laureado com o Prémio Internazionalle Città di Cassino (Itália), Quatrocentos Mil Sestércios seguido de O Conde Jano (1991), que recebeu o Grande Prémio do Conto da Associação Portuguesa de Escritores, Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde (1994), galardoado com o Grande Prémio do Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, o prémio Fernando Namora, o prémio Pégaso Internacional de Literatura e o prémio literário italiano Giuseppe Acerbi, em 2007. Antes do final da década escreveu ainda Era Bom que Trocássemos Umas Ideias sobre o Assunto (1995) e Se Perguntarem por Mim, não Estou seguido de Haja Harmonia (1999), obra distinguida com o Grande Prémio APE (Teatro). Quatro anos depois lança Fantasia para Dois Coronéis e uma Piscina (2003), vencedor do Prémio PEN Clube Português de Ficção e do Grande Prémio de Literatura ITF/DST. Mais recentemente, a obra A Sala Magenta (2008) venceu o prémio Fernando Namora e o prémio Vergílio Ferreira.

Livros escritos por Mário de Carvalho

Ronda das mil belas em frol (2016)

A Sala Magenta (2016)

Novelas Extravagantes (2015)

Era Bom que Trocássemos umas Ideias sobre o Assunto (2014)

Os Alferes (2013)

O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel (2012)

Quando o Diabo Reza (2011)

O Homem do Turbante Verde (2011)

A Arte de Morrer Longe (2010)

A Sala Magenta (2008)

O Homem que Engoliu a Lua (2003)

Fantasia para Dois Coronéis e Uma Piscina (2003)

Contos Vagabundos (2000)

Apuros de um Pessimista em Fuga (1999)

Se Perguntarem por Mim, não Estou seguido de Haja Harmonia (1999)

A Paixão do Conde de Fróis (1996)

Um Deus Passeando Pela Brisa da Tarde (1994)

Quatrocentos Mil Sestércios seguido de O Conde Jano (1991)

Os Alferes (1989)

O Capitão Passanha (1987)

Contos Soltos (1986)

E se Tivesse a Bondade de Me Dizer Porquê? (1986)

Fabulário (1984)

A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho (1983)

O Livro Grande de Tebas, Navio e Mariana (1982)

Casos do Beco das Sardinheiras (1982)

Contos da Sétima Esfera (1981)

Vídeos de Mário de Carvalho



Textos do Autor


Comentários

Precisa de se registar para aceder aos comentários.

Voltar

Top 10 de vendas

Novidades

Questão

Qual a secção do Portal da Literatura de que mais gosta?

Livros 43.31 %
Poesia 17.83 %
Também Escrevo 14.65 %
Escritores 11.46 %
Pensamentos 4.46 %
Adivinhas 2.55 %
Editoras 2.55 %
Provérbios 1.91 %
Vídeos 1.27 %

157 voto(s) até ao momento

Para poder votar é necessário estar registado no Portal da Literatura.
Registe-se

Este website contém 2779 autores e 6792 obras.