Loading...

Poema e Poesia de Maria Teresa Horta

É cálida flor 
E trópica mansamente 
De leite entreaberta às tuas 
Mãos 

Feltro das pétalas que por dentro 
Tem o felpo das pálpebras 
Da língua a lentidão 

Guelra do corpo 
Pulmão que não respira 

Dobada em muco 
Tecida em água 

Flor carnívora voraz do próprio 
suco 
No ventre entorpecida 
Nas pernas sequestrada. 

Voltar

Top 10 de vendas

Novidades

Questão

Qual a secção do Portal da Literatura de que mais gosta?

Livros 43.31 %
Poesia 17.83 %
Também Escrevo 14.65 %
Escritores 11.46 %
Pensamentos 4.46 %
Adivinhas 2.55 %
Editoras 2.55 %
Provérbios 1.91 %
Vídeos 1.27 %

157 voto(s) até ao momento

Para poder votar é necessário estar registado no Portal da Literatura.
Registe-se

Este website contém 2779 autores e 6792 obras.