Loading...

Poema e Poesia de Maria Teresa Horta

São de alumínio 
os flancos 
e de feltro a língua 

de felpa ou seda 
a abertura incerta 
que cede breve a humidade 
esguia 
presa no quente do interior 
da pedra 

Ou musgo doce 
de haste sempre dura 
de onde pendem seus dois mansos frutos 
que a boca aflora e os dentes prendem 
a tatear-lhes 
o hálito e o suco 

Voltar

Top 10 de vendas

Novidades

Questão

Qual a secção do Portal da Literatura de que mais gosta?

Livros 46.81 %
Poesia 17.55 %
Também Escrevo 13.30 %
Escritores 10.11 %
Pensamentos 4.26 %
Adivinhas 2.66 %
Editoras 2.13 %
Provérbios 2.13 %
Vídeos 1.06 %

188 voto(s) até ao momento

Para poder votar é necessário estar registado no Portal da Literatura.
Registe-se

Este website contém 2884 autores e 7000 obras.