Poema e Poesia de Fernando Pessoa

Vida
Fernando Pessoa

Bate a Luz no Cimo...

Bate a luz no cimo 
Da montanha, vê... 
Sem querer eu cismo 
Mas não sei em quê.... 

Não sei que perdi 
Ou que não achei... 
Vida que vivi, 
Que mal eu a amei !... 

Hoje quero tanto 
Que o não posso ter, 
De manhã há o pranto 
E ao anoitecer... 

Tomara eu ter jeito 
Para ser feliz... 
Como o mundo é estreito, 
E o pouco que eu quis ! 

Vai morrendo a luz 
No alto da montanha... 
Como um rio a flux 
A minha alma banha, 

Mas não me acarinha, 
Não me acalma nada... 
Pobre criancinha 
Perdida na estrada !... 

em "Cancioneiro"

Voltar
Publicidade
Fnac Abril 2015 - R2

Top 10 de vendas

Questão

Qual a secção do Portal da Literatura de que mais gosta?

Livros 36.36 %
Também Escrevo 18.18 %
Poesia 16.88 %
Escritores 11.69 %
Pensamentos 6.49 %
Adivinhas 3.90 %
Editoras 2.60 %
Vídeos 2.60 %
Provérbios 1.30 %

77 voto(s) até ao momento

Para poder votar é necessário estar registado no Portal da Literatura.
Registe-se

Este website contém 2560 autores e 6357 obras.