Loading...

Haruki Murakami


Votos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de UtilizadoresVotos de Utilizadores
Seja o primeiro a votar, clique na pontuação que deseja atribuír. Registe-se para votar.


1949 - -

Biografia

Um dos mais populares escritores japoneses, Haruki Murakami nasceu em Kyoto em 1949. Cresceu em Kobe, cidade portuária que lhe rendeu uma visão de mundo cosmopolita, um dos pilares de sua obra. Seus dias de universidade foram caóticos e intensos, incluindo uma participação ativa nos protestos contra a guerra do Vietnã. Formou-se em dramaturgia clássica no Departamento de Literatura da Universidade de Waseda. Pouco depois, montou um bar em Kokubunji, Tóquio (1974 a 1981), sobre o qual diria mais tarde: "Tudo que preciso saber na vida aprendi no meu bar de jazz." Nesse período, publicou seus dois primeiros livros: Hear the Wind Sings (1979) e Pinball 1973 (1980).

Depois viriam Caçando carneiros (1982), publicado no Brasil pela Estação Liberdade em 2001 Hard-boiled Wonderland and the End of the World (1985), que lhe rendeu o prestigioso Prêmio Tanizaki Norwegian wodd (1987), com mais de 20 milhões de cópias vendidas em um ano, e, em seguida, Dance Dance Dance (1988), entre outras obras. Seus livros de ficção mais recentes são After the quake (2000) e Kafka on the shore (2002).

Em 1996, Murakami recebeu o Prêmio Literário Yomiuri, prêmio já concedido a importantes nomes da literatura japonesa, como Kenzaburo Oe, Kobo Abe e Yukio Mishima.

Suas maiores influências literárias são Raymond Chandler, Kurt Vonnegut e Richard Brautigan. Paralelamente à atividade de escritor, traduziu para o japonês autores como F. Scott Fitzgerald, John Irving, Tim O´Brien, Truman Capote e Paul Theroux.

Após morar alguns anos na Europa e nos Estados Unidos, Murakami voltou ao Japão e atualmente vive nas proximidades de Tóquio.

 

Livros escritos por Haruki Murakami

Homens Sem Mulheres (2017)

Ouve a Canção do Vento e Flíper, 1973 (2016)

A Peregrinação do Rapaz Sem Cor (2014)

Sono (2013)

O Impiedoso País das Maravilhas e o Fim do Mundo (2013)

1Q84 - Volume 3 (2012)

1Q84 - Volume 2 (2012)

1Q84 (2011)

O Elefante Evapora-se (2010)

A Sul da Fronteira, A Oeste do Sol (2009)

Auto-Retrato do Escritor Enquanto Corredor de Fundo (2009)

A Rapariga Que Inventou Um Sonho (2008)

Os Passageiros da Noite (2008)

Dança, Dança, Dança (2007)

Em Busca do Carneiro Selvagem (2007)

Crónica do Pássaro de Corda (2006)

Underground (2006)

Kafka à Beira-Mar (2006)

Norwegian Wood (2004)

Sputnik, Meu amor (1999)

Dance, Dance, Dance (1988)

Vídeos de Haruki Murakami



Diversos


Extracto

Por vezes o destino é como uma pequena tempestade de areia que não pára de mudar de direcção. Tu mudas de rumo, mas a tempestade de areia vai atrás de ti. Voltas a mudar de direcção, mas a tempestade persegue-te, seguindo no teu encalço. Isto acontece uma vez e outra e outra, como uma espécie de dança maldita com a morte ao amanhecer. Porquê? Porque esta tempestade não é uma coisa que tenha surgido do nada, sem nada que ver contigo. Esta tempestade és tu. Algo que está dentro de ti. Por isso, só te resta deixares-te levar, mergulhar na tempestade, fechando os olhos e tapando os ouvidos para não deixar entrar a areia e, passo a passo, atravessá-la de uma ponta a outra. Aqui não há lugar para o sol nem para a lua; a orientação e a noção de tempo são coisas que não fazem sentido. Existe apenas areia branca e fina, como ossos pulverizados, a rodopiar em direcção ao céu. É uma tempestade de areia assim que deves imaginar.
 
 
(...)
 
E não há maneira de escapar à violência da tempestade, a essa tempestade metafísica, simbólica. Não te iludas: por mais metafísica e simbólica que seja, rasgar-te-á a carne como mil navalhas de barba. O sangue de muita gente correrá, e o teu juntamente com ele. Um sangue vermelho, quente. Ficarás com as mãos cheias de sangue, do teu sangue e do sangue dos outros. 
E quando a tempestade tiver passado, mal te lembrarás de ter conseguido atravessá-la, de ter conseguido sobreviver. Nem sequer terás a certeza de a tormenta ter realmente chegado ao fim. Mas uma coisa é certa. Quando saíres da tempestade já não serás a mesma pessoa. Só assim as tempestades fazem sentido. 

Fonte: «Kafka à Beira-Mar»

Comentários


A mostrar os últimos 20 comentários:

Nuno Luis de Oliveira Ferreira, 2017-09-08 16:47:49

Atenção... estes comentários é para quem como eu descobre Haruki Murakami e começa a ler não serve de critica apenas uma opinião e ajuda.
Acabei "O Impiedoso País das Maravilhas e o Fim do Mundo" que acho que tem que ser lido com atenção pelas histórias em paralelo,
e retomei a "A Rapariga que inventou um Sonho" tinha interrompido para ler o citado "Fim..." mas os contos finais destes parecem melhores
Enfim, surpresas.

Nuno Luis de Oliveira Ferreira, 2017-07-26 14:35:04

Começei pelo mais dificil, mas gostei "Crónica do Pássaro de Corda". Passei para "Kafka à Beira-Mar"
Gostei igualmente e já de melhor leitura não tão complicado. Estou a ler "A rapariga que inventou um sonho"
são contos pequenos, não é o meu preferido... mas tenho em lista de espera de seguida "O Impiedoso País das Maravilhas e o Fim do MUNDO"
e logo de seguida os 3 volumes de 1Q84.
Escusado será dizer que virei mesmo FÃ...

Voltar

Subscreva a Newsletter do Portal da Literatura

E recebe os destaques e as novidades no seu email.