loading gif
Loading...

Diderot e a Arte de Pensar Livremente



Sinopse

Neste livro organizado tematicamente, Andrew S. Curran descreve de forma vívida o relacionamento tormentoso de Diderot com Rousseau, a sua curiosa correspondência com Voltaire, as suas paixões amorosas e as suas opiniões frequentemente iconoclastas sobre a arte, o teatro, a moral, a política e a religião. Porém, o que este livro evidencia de forma brilhante é a maneira como a tumultuosa vida pessoal do escritor se tornou uma componente essencial do seu génio e da sua capacidade para escarnecer de tabus, dogmas e convenções.

Extras

«Um retrato exuberante de um escritor que inspira um fascínio sem fim – mais do nunca precisamos de pessoas como Diderot.»
Sarah Bakewell, autora de How to Live - Or A Life Of Montaigne In One Question and Twenty Attempts At An Answer

«Curran fez um grande trabalho […] é impossível não se gostar de Diderot.»
Adam Gopnik, New Yorker

«Apaixonante […] uma narrativa que evolui com clareza e energia extraordinárias.»
Scott Russell Sanders, The Washington Post

«Uma narrativa fluida que não esquece as pequenas e as grandes peripécias da vida notável de Diderot.»
Steve Donoghue, Open Letters Review

«Uma obra triunfante […] pormenorizada, produto de uma investigação meticulosa».
Paul Burke, NB Magazine

«Uma narrativa empolgante que concede ao leitor um olhar íntimo sobre a vida de Diderot e o seu desenvolvimento
intelectual».
Elena Russo, autora de Styles of Enlightenment

«Esta biografia fervilha de vida – de ideias de vida e da vida das ideias.»
Éric Fassin, autor de Populism Left and Right

«Curran recaptura o radicalismo da monumental Enciclopédia e de outros textos que são agora pedras angulares do
cânone do Iluminismo.»
Laura Auricchio, autora de The Marquis

«Uma representação absorvente da vida em França no século XVIII; oferece uma visão espantosa de questões
críticas, incluindo a existência de Deus e a liberdade de expressão.»
Thierry Hoquet, autor de Revisiting the Origin of Species

«Curran narra com entusiasmo a história da vida de Diderot e também a das suas últimas obras-primas,
desconhecidas na sua época e escritas para a posteridade.»
Sophia Rosenfeld, autora de Common Sense

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Favoritos

LEXI BARDINI adicionou aos favoritos
José Carinhas adicionou aos favoritos
Margarida Cunha adicionou aos favoritos
Pedro Maria adicionou aos favoritos

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal