loading gif
Loading...

Notícias



Novidades editoriais Leya para Maio

03 Mai, 2019

Novidades editoriais da Leya para o mês de Maio, entre elas, Tríptico da Salvação, de Mário Cláudio (DOM QUIXOTE); O Livro das Tréguas, de Lídia Jorge (DOM QUIXOTE - POESIA); As Cidades Invisíveis, de Patrícia Reis (DOM QUIXOTE); Pratas Conquistador - A História Desconhecida de um Charlot Português, de Paulo M. Morais (CASA DAS LETRAS); O Último Minuto na Vida de S., de Miguel Real (DOM QUIXOTE); O Escândalo do Século, de Gabriel García Márquez (DOM QUIXOTE) e Leão, de Mons Kallentoft & Markus Lutteman (DOM QUIXOTE).

Tríptico da Salvação
Mário Cláudio
DOM QUIXOTE
Amanuense de um homem de leis velho e respeitado, Hans Kunsperger sempre invejou as amenidades do seu amo. Mas não foi apenas o desejo de delas desfrutar que o levou a tomar a decisão de assassinar lentamente o causídico. Na verdade, a sua maior ânsia consistia em furtar-lhe o sonho por tantos anos acalentado de encomendar um tríptico representando a Crucifixão, a Deposição e a Ressurreição de Cristo para oferecer à igreja onde fora baptizado.
É, pois, este mesmo tríptico que levará Kunsperger até ao estúdio de Lucas Cranach, pintor de créditos firmados e amigo do controverso Martinho Lutero, onde acaba por conhecer os dois filhos do artista, um dos quais terá um papel determinante na conclusão da encomenda que verá muitos sucumbirem antes de ser finalmente entregue.
Com a poderosa imaginação a que nos acostumou, Mário Cláudio, no ano em que comemora o seu 50.º aniversário como escritor, oferece-nos, também ele, um tríptico notável de que é impossível afastarmos os olhos.
Nas livrarias a 28 de Maio

 

O Livro das Tréguas
Lídia Jorge
DOM QUIXOTE - POESIA
Ficcionista com uma carreira invulgar, reconhecida em Portugal e no estrangeiro, Lídia Jorge tem vindo a escrever poesia desde há muito tempo mas, até agora, sem a ter publicado em qualquer livro.
Desse conjunto de poemas, a escritora seleccionou 50, que agrupou nas cinco partes em que se divide este O Livro das Tréguas: Com a Origem; Com os Preceitos; Com os Factos; Com as Fábulas; Com o Tempo.
Escritos em datas diferentes e em resultado de diferentes estados de espírito, foram aqui reunidos com uma unidade cronológica que corresponde, no dizer da própria Lídia Jorge, a “uma espécie de autobiografia consentida”.
Uma leitura do tempo e da vida, do início, dos percursos, dos limites e do futuro. Poesia que revela uma nova voz poética e que confirma Lídia Jorge como uma enorme escritora.
Nas livrarias a 14 de Maio

 

As Crianças Invisíveis
Patrícia Reis
DOM QUIXOTE
M. é uma criança habituada a ser usada e devolvida por famílias sucessivas como um produto que não satisfaz o cliente. Cresce numa instituição de acolhimento, onde vai descobrindo o poder da amizade e as armadilhas do desejo e da paixão. Esta é a sua história até chegar à idade adulta, atravessando um processo de invisibilidade, no qual a dor se confunde com a esperança de encontrar uma vida a que possa chamar sua. Ao seu lado existem outras crianças e ainda Conceição, a assistente social que escolhe amar M. incondicionalmente. 
As Crianças Invisíveis é um romance que alia um exercício literário ímpar a um profundo trabalho de investigação sobre abandono, maus-tratos e adopção. Construindo toda a narrativa de uma maneira muito original, sem identificar o sexo das crianças, e a partir do olhar delas, a escrita límpida, poderosa e cirúrgica de Patrícia Reis conduz-nos, neste romance avassalador, através dos sonhos, do medo e da intimidade de um conjunto de personagens que percorrem a infância e a adolescência sem pai, nem mãe, nem identidade. 
Nas livrarias a 28 de Maio

 

Pratas Conquistador - A História Desconhecida de um Charlot Português 
Paulo M. Morais 
CASA DAS LETRAS 
No meio da tarefa de esvaziar uma casa de família, a descoberta inesperada de um conjunto de cartas, fotografias e recortes revela ao narrador a existência de um tio-bisavô pioneiro do cinema em Portugal. Será o misterioso tio Emídio, curiosa personagem das anedotas familiares, o mesmo Emídio Ribeiro Pratas, autor e intérprete, em 1917, da primeira comédia cine­matográfica portuguesa ao estilo de Charlot? Que destino foi, afinal, o deste homem que teve uma vida absolutamente aven­turosa? E porque terá sido votado ao esquecimento? 
Partindo da história desta figura multifacetada e do papel que representou na vida dos seus contemporâneos e dos seus descendentes, Paulo M. Morais explora os limites da ficção e da não-ficção, conduzindo o leitor ao Portugal das primeiras décadas do século xx, entre a queda da Monarquia e o advento da Sétima Arte, numa viagem ao mesmo tempo intimista e coletiva, poética e documental, que prende da primeira à última página. 
Nas livrarias a 21 de Maio

 

O Último Minuto na Vida de S.
Miguel Real
DOM QUIXOTE
Ela era bela, divorciada, escandinava, culta. Chegara a Lisboa em princípios dos anos 60 e Portugal era para ela o país mais arcaico da Europa.
Ele era português, casado, político, primeiro-ministro.
Apaixonaram-se e amaram-se intensamente, contrariando códigos políticos e sociais.
Morreram ambos, abraçados, na explosão de uma avioneta em viagem para o Porto.
Ficção, O Último Minuto na Vida de S. é a história do último grande amor português, o de Snu Abecassis e Francisco Sá Carneiro. Cruzando um estilo ora satírico-jocoso, ora realista e apoiando-se na realidade portuguesa entre as décadas de 60 e 70 em três ou quatro factos verdadeiros, visa retratar um Portugal que já não existe, o Portugal desaparecido nas décadas seguintes pela voragem dos costumes europeus.
1.ª Edição na Dom Quixote
Nas livrarias 14 de Maio

 

O Escândalo do Século
Gabriel García Márquez
DOM QUIXOTE - (Tradução de J. Teixeira de Aguilar)
O Escândalo do Século reúne cinquenta textos representativos do percurso jornalístico de Gabriel García Márquez, selecionados pelo seu editor Cristóbal Pera. Nestas histórias, onde não se diferencia o jornalista do romancista, o leitor descobrirá um fascínio por enredos que desafiam a nossa ideia da realidade, umas vezes porque nunca iremos compreendê-los por completo, tais como o misterioso caso de Wilma Montesi, que dá nome a este livro; outras porque nos obrigam a olhar o mundo com novos olhos, abertos para se surpreenderem com as contradições, desgraças e maravilhas que governam o seu imprevisível mecanismo.
Gabriel García Márquez, que se considerava mais jornalista do que escritor, deixou bem claro que o jornalismo foi sempre a sua paixão principal, a mais duradoura, e pelo que queria ser lembrado: «Não quero que me recordem por Cem Anos de Solidão, nem por aquilo do Prémio Nobel, mas sim pelo jornal.»
Nas livrarias a 21 de Maio

 

Leão
Mons Kallentoft & Markus Lutteman
DOM QUIXOTE - (Tradução de Ricardo Gonçalves)
A Unidade Especial da Polícia Criminal de Estocolmo recebe um vídeo onde se pode ver um rapazinho aterrorizado fechado numa jaula. O raptor aparece em segundo plano, escondido numa pele de leão, por baixo de um relógio em contagem decrescente.
Ao ver que o vídeo foi colocado na Internet em tempo real, o jovem detetive Zack Herry compreende que não há um minuto a perder se quer evitar que a criança conheça o mesmo destino de uma primeira vítima, encontrada crucificada no cimo de uma chaminé de uma fábrica desmantelada.
Mas Zack corre o risco de perder tudo: a sua luta contra a toxicodependência, o seu amigo Abdula, a confiança da sua colega Deniz, e também de Ester, a jovem adolescente que vive no andar de cima. A morte ronda impiedosa e os dilemas acumulam-se para Zack que joga, literalmente, à roleta russa, correndo o risco de morrer ou tomar-lhe o gosto.
Numa Estocolmo sombria e glacial, Zack entra numa corrida contra o tempo, e são muitos os desafios que tem de enfrentar, alguns assumindo por vezes o azul-metálico dos olhos de uma misteriosa mulher…
Nas livrarias a 28 de Maio

Comente esta notícia


Ainda não existem comentários para esta notícia.

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal