Loading...

Poema e Poesia de Florbela Espanca

Vida
Florbela Espanca

Alma a Sangrar

Quem fez ao sapo o leito carmesim 
De rosas desfolhadas à noitinha? 
E quem vestiu de monja a andorinha, 
E perfumou as sombras do jardim? 

Quem cinzelou estrelas no jasmim? 
Quem deu esses cabelos de rainha ao girassol?
Quem fez o mar? E a minha alma a sangrar?
Quem me criou a mim? 

Quem fez os homens e deu vida aos lobos? 
Santa Teresa em místicos arroubos? 
Os monstros? E os profetas? E o luar? 

Quem nos deu asas para andar de rastros? 
Quem nos deu olhos para ver os astros 
- Sem nos dar braços para os alcançar?!... 

em "Charneca em Flor"

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal