loading gif
Loading...

Jacques, o Fatalista



Sinopse

Como se haviam encontrado? Por acaso, como toda a gente. Como se chamavam? Que vos interessa isso? Donde vinham? Do lugar mais próximo. Para onde iam? Sabe alguém para onde vai? Que diziam? O amo não dizia nada e Jacques dizia que o seu capitão dizia que tudo o que nos acontece de bem e de mal cá em baixo está escrito lá em cima. «
O Amo &mdash Aí está uma grande frase! 
Jacques &mdash O meu capitão acrescentava que cada bala que partia de uma espingarda tinha o seu destino. 
O Amo &mdash E tinha razão...» Após uma curta pausa, Jacques exclamou: «Diabos levem o taberneiro mais a sua taberna!» 
O Amo &mdash Porquê mandar o próximo para o diabo? Isso não é cristão. 
Jacques &mdash É que, quando me embebedava com a zurrapa dele, esquecia-me de levar os cavalos a beber. O meu pai dava por isso e zangava-se. Eu abanava a cabeça mas ele pega num pau e dá-me uma esfrega nos ombros bastante dura. Ia a passar um regimento a caminho do acampamento em frente de Fontenoy, e eu, por despeito, alisto-me. Chegamos trava-se a batalha... 
O Amo &mdash E recebes a bala que te ia destinada. 
Jacques &mdash Adivinhastes um tiro no joelho. E sabe Deus as boas e más aventuras provocadas por este tiro. Estão tão exac- tamente agarradas umas às outras como os elos da corrente do cavalo. Por exemplo, se não fora aquele tiro, acho que nunca na minha vida ficaria apaixonado, nem coxo. 
O Amo &mdash Estiveste então apaixonado? 
Jacques &mdash Se estive!... 
O Amo &mdash E isso por causa de um tiro? 
Jacques &mdash Por causa de um tiro. 
O Amo &mdash Nunca me disseste uma palavra sobre isso. 
Jacques &mdash Acho que não. 
O Amo &mdash E então porquê? 
Jacques &mdash Porque não podia ter sido dito nem mais cedo nem mais tarde. 
O Amo &mdash E chegou agora o momento de saber desses amores? 
Jacques &mdash Quem sabe? 
O Amo &mdash Seja como for, começa lá...» Jacques começou a história dos seus amores. Era depois do jantar. Estava um tempo pesado, e o amo adormeceu. A noite surpreendeu-os em pleno campo ei-los perdidos. E temos o amo numa fúria terrível, caindo sobre o criado com grandes chicotadas, e o pobre diabo dizendo a cada uma: «Pelos vistos, também esta estava escrita lá em cima.»

Extras

«A personagem do amo idiota faz talvez mais justiça à mestria de Diderot do que a personagem do criado tonto. O amo é apenas brilhantemente estúpido, o que talvez tenha sido mais difícil de alcançar do que um tonto absolutamente brilhante.» 
Friedrich Schlegel

Comentários


A mostrar os últimos 20 comentários:

Quem gostou deste livro também gostou de:

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal