loading gif
Loading...

Notícias



Novidades Saída de Emergência de Abril

31 Mar, 2022

Conheça aqui as novidades da Saída de Emergência de Abril.

7/abr

O Leopardo-das-Neves

Peter Matthiessen

Desassossego

7/abr

O Odor da Índia

Pier Paolo Pasolini

Desassossego

7/abr

Não Fazemos Ideia

Daniel Whiteson & Jorge Cham

Desassossego

14/abr

Operação Gelo Permanente

Clive Cussler e Graham Brown

Saída de Emergência

14/abr

O Restaurante no Fim do Universo

Douglas Adams

Saída de Emergência

14/abr

Assim Falou a Serpente

Luís Corte Real

Saída de Emergência

 

 

MANIFESTO DA COLEÇÃO

Viajamos todos, de uma forma ou doutra. Viajamos nós mesmos, mesmo ficando em casa. Viajamos por nós ou através dos outros, com o que eles nos contam, os cenários que descrevem, os lugares onde estiveram, as pessoas que avistaram. Há viagens que interessam pelo caminho feito, outras por quem o fez. E há olhares singulares, vozes irrepetíveis: o melhor do mundo pelos melhores autores. Venha connosco.

As edições Desassossego aventuraram-se numa nova direção e juntam-se a António Araújo, grande apreciador de literatura de viagens, para apresentar esta coleção que nos mostra o mundo através do olhar distinto de vários autores consagrados. 

 

O LEOPARDO-DAS-NEVES

Quarenta anos depois da sua publicação original, O Leopardo-das-Neves é finalmente publicado em Portugal.

Após a sua publicação, em 1978, foi-lhe atribuído o National Book Award de 1979, na categoria de “Contemporary Thought”, e, no ano seguinte, do National Book Award for Nonfiction. Desde então, O Leopardo-das-Neves tem sido aclamado como um dos melhores livros de viagens de todos os tempos, incluído nas listas seletas do The Washington Post e da National Geographic, convertido em obra de culto para gerações e gerações de leitores em todas as partes o mundo.

Em 1973, Peter Matthiessen e George Schaller viajaram até às remotas montanhas do Nepal para estudarem o Carneiro-azul e observarem o raro e mítico Leopardo-das-neves. Matthiessen estava igualmente numa jornada espiritual para encontrar o lama de Shey no Mosteiro de Cristal. Com o desenrolar da viagem, Matthiessen descreve o seu caminho interior e exterior, aprofundando a compreensão budista da realidade, do sofrimento, da impermanência e da beleza.

Um relato extraordinário de uma viagem física e espiritual que se converteu numa verdadeira peregrinação pela essência da vida.

Peter Matthiessen (1927-2014) foi cofundador de The Paris Review e é autor de mais de 30 livros, incluindo In the Spirit of Crazy Horse, Shadow Country e O Leopardo-das-Neves. É o único autor a ter vencido o National Book Award nas categorias de ficção e de não ficção.

 

O ODOR DA ÍNDIA

Pier Paolo Pasolini visitou a Índia pela primeira vez entre dezembro de 1960 e janeiro de 1961, na companhia de Elsa Morante e de Alberto Moravia. Escreveu então uma série de artigos para o jornal Il giorno, que mais tarde compilará em O Odor da Índia.

As emoções e sensações vividas são tão intensas que o levam a escrever este diário de viagem. Pasolini vagueia atentamente pela caótica realidade que encontra, uma Índia que é terna e bárbara, mágica e miserável, oprimida por tradições em declínio e, ainda assim, vibrante de cor e vida. Os templos de Benares, as noites de Bombaim, todo o encanto de uma terra fascinante e, ao mesmo tempo, o horror da existência que aí nos conduz são transmitidos com a originalidade de um dos maiores escritores italianos.

Pier Paolo Pasolini (1922-1975) é uma figura incontornável da cultura italiana do século xx. Cineasta, escritor e poeta, as suas obras controversas quebraram tabus e demonstram uma versatilidade única e extraordinária. Foi assassinado em Óstia em 1975.

Comente esta notícia


Ainda não existem comentários para esta notícia.

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal