Loading...

Poema e Poesia de Camilo Pessanha

Amor
Camilo Pessanha

Canção da Partida

Ao meu coração um peso de ferro 
Eu hei de prender na volta do mar. 
Ao meu coração um peso de ferro... Lançá-lo ao mar. 
Quem vai embarcar, que vai degredado, 
As penas do amor não queira levar... 
Marujos, erguei o cofre pesado, Lançai-o ao mar. 
E hei de mercar um fecho de prata. 
O meu coração é o cofre selado. 
A sete chaves: tem dentro uma carta... 
_ A última, de antes do teu noivado. 
A sete chaves, _ a carta encantada! 
E um lenço bordado... Esse hei de o levar, 
Que é para o molhar na água salgada 
No dia em que enfim deixar de chorar. 

Camilo Pessanha, in 'Clepsidra'

Voltar

Subscreva a Newsletter do Portal da Literatura

E recebe os destaques e as novidades no seu email.