Loading...

Poema e Poesia de Maria Teresa Horta

Amor 
a tua voz 
e a minha sensação de vácuo 

de liberdades paralelas 
ontem 
esquinas encontradas 
no ângulo dos lábios 

Amor 
a tua lâmpada de nevoeiro 
sulcado 
manhãs de aves 
súbitas 
com noites inventadas 

nada 
é o teu rosto 
insetos de vertigem 
sem paisagem. 

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal

Subscreva a Newsletter do Portal da Literatura

e receba os destaques e as novidades no seu e-mail.