loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen

Solitários pilares dos céus pesados, 
Poetas nus em sangue, ó destroçados 
Anunciadores do mundo 
Que a presença das coisas devastou. 
Gesto de forma em forma vagabundo 
Que nunca num destino se acalmou.

em "Antologia", 1968

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal