loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen

A civilização em que estamos é tão errada que 
Nela o pensamento se desligou da mão 

Ulisses rei da Ítaca carpinteirou seu barco 
E gabava-se também de saber conduzir 
Num campo a direito o sulco do arado

em "O nome das coisas"

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal