Loading...

Poema e Poesia de Miguel Torga

Mundo
Miguel Torga

Santo e Senha

Deixem passar quem vai na sua estrada
Deixem passar
Quem vai cheio de noite e de luar.
Deixem passar e não lhe digam nada.

Deixem, que vai apenas
Beber água de Sonho a qualquer fonte;
Ou colher açucenas
A um jardim que ele lá sabe, ali defronte.

Vem da terra de todos, onde mora
E onde volta depois de amanhecer
Deixem-no pois passar, agora

Que vai cheio de noite e solidão.
Que vai
Uma estrela no chão.

Em DIÁRIO I (Ed. do Autor, Coimbra)

Voltar

Top 10 de vendas

Novidades

Questão

Qual a secção do Portal da Literatura de que mais gosta?

Livros 46.91 %
Poesia 17.53 %
Também Escrevo 13.40 %
Escritores 10.31 %
Pensamentos 4.12 %
Adivinhas 2.58 %
Editoras 2.06 %
Provérbios 2.06 %
Vídeos 1.03 %

194 voto(s) até ao momento

Para poder votar é necessário estar registado no Portal da Literatura.
Registe-se

Este website contém 2910 autores e 7043 obras.

Subscreva a Newsletter do Portal da Literatura

E recebe os destaques e as novidades no seu email.