loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Miguel Torga

Vida
Miguel Torga

Bilhete

Nada me dês nem peças.
E não meças
O que podias dar e receber.
Fecha a própria riqueza do teu ser.

Um de nós era a mais
À lírica janela...
Olharam-se os zagais,
Mas não houve novela.

A vida assim o quis,
A vida sem amor.
Não regues a raiz
Do que não teve flor.

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal