loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Luís Vaz de Camões

Amor
Luís Vaz de Camões

Se Agora não Quereis quem vos Ama

Está-se a Primavera trasladando 
Em vossa vista deleitosa e honesta; 
Nas belas faces, e na boca e testa, 
Cecéns, rosas, e cravos debuxando. 

De sorte, vosso gesto matizando, 
Natura quanto pode manifesta, 
Que o monte, o campo, o rio, e a floresta, 
Se estão de vós, Senhora, namorando. 

Se agora não quereis que quem vos ama 
Possa colher o fruto destas flores, 
Perderão toda a graça os vossos olhos. 

Porque pouco aproveita, linda Dama, 
Que semeasse o Amor em vós amores, 
Se vossa condição produz abrolhos. 

em "Sonetos"

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal