loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Friedrich Wilhelm Nietzsche

Enquanto o meu corpo for belo 
É pecado ser piedosa, 
É sabido que Deus gosta das mulheres, 
E das bonitas sobretudo. 
Ele perdoará, tenho a certeza, 
Facilmente ao pobre fradezinho 
Que tanto procura a minha companhia 
Como muitos outros fradezinhos. 

Não é um velhorro padre da Igreja,             . 
Não, é jovem, muitas vezes vermelho, 
Muitas vezes, apesar da mais cinzenta tristeza, 
Pleno de desejo e de ciúme. 
Não gosto dos velhos. 
Ele não gosta das velhas: 
Que admiráveis e sábios 
São os caminhos do Senhor! 

A Igreja sabe viver, 
Sonda os corações e os rostos, 
Insiste em perdoar-me... 
Quem não me perdoará, então? 
Três palavras na ponta da língua, 
Uma reverência e ide embora: 
O pecado deste minuto 
Apagará o antigo. 

Bendito seja Deus na Terra, 
Gosta das raparigas bonitas 
E perdoa de bom grado 
Os tormentos do amor. 
Enquanto o meu corpo for belo 
É pena ser piedosa; 
Case o diabo comigo 
Quando eu já não tiver dentes. 

Em "A Gaia Ciência"

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal