loading gif
Loading...

Poema e Poesia de António Osório

Há vários tipos de louco. 

O hitleriano, que barafusta. 
O solícito, que dirige o trânsito. 
O maníaco fala-só. 

O idiota que se baba, 
explicado pelo psiquiatra gago. 
O legatário de outros, 
o que nos governa. 

O depressivo que salva 
o mundo. Aqueles que o destroem. 

E há sempre um 
(o mais intratável) que não desiste 
e escreve versos. 

Não gosto destes loucos. 
(Torturados pela escuridão, pela morte?) 
Gosto desta velha senhora 
que ri, manso, pela rua, de felicidade. 

António Osório, in 'A Ignorância da Morte'

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal