loading gif
Loading...

A Máquina do Tempo



Sinopse

Num mundo de pedantes, membros do clero e jogadores de golfe, deparamos com um homem que nos falava sobre o fundo do mar e habitantes de outros planetas, e que sabia que o futuro não ia ser como as pessoas respeitáveis imaginavam. 
George Orwell

A Máquina do Tempo (1895) é uma das primeiras fantasias científicas de H. G. Wells e um clássico do género, a par de A Ilha do Dr. Moreau (1896), O Homem Invisível (1897) e A Guerra dos Mundos (1898). Neste relato, um viajante no tempo, depois de mergulhar mais de oitocentos mil anos no futuro, vislumbra uma trágica sociedade dividida em duas facções: os ociosos e pacíficos Eloi, à imagem das classes altas da época vitoriana, e os bárbaros e predadores Morlocks, confinados aos subterrâneos do planeta. Paralelamente, A Máquina do Tempo encerra uma filosofia da evolução humana e uma crítica à sociedade do tempo de H. G. Wells, com inevitáveis ecos no presente, alertando para as consequências do fosso crescente entre classes e para a exploração e miséria humana. Escrito na viragem do século, numa era vitoriana de progresso científico e industrial, este livro viria a conhecer um enorme êxito e perduraria como uma das principais fantasias da literatura e do cinema.

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Avaliações

Aglaé Gil avaliou com .

Outros livros de H. G. Wells

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal