loading gif
Loading...

Há Sempre um Sonho no Enquanto



Sinopse

Foi com este romance que Joaquim Murale se iniciou na ficção, embora não tenha sido o primeiro que publicou. O autor desenvolve a sua trama recorrendo à técnica de “flash-back” e coloca-nos perante factos ocorridos em Portugal ao tempo da ditadura salazarista. Ao despotismo e arbitrariedade da polícia política do regime de então, a PIDE, segue-se uma forma muito pessoal de exigir e fazer justiça.

Um romance trepidante, ocorrido no sul deste país real, que revela a orientação realista do autor, e no qual a mulher, pelas próprias mãos, assume um papel decisivo e, dessa forma, impõe o estatuto de igualdade face ao homem, papel primordial que Joaquim Murale lhe assegura em toda a sua ficção.

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal