Loading...

Poema e Poesia de Maria Teresa Horta

Amor
Maria Teresa Horta

Anjos do amor – III

(à minha mãe) 

Vens de um sonho 
tomado 
da infância 

quando comigo deitada nos lençois 
me abraçavas 
E o orgasmo te transformava as asas 

Que domínio 
tenho 
dos teus braços? 

meu amor, 

ao voares sobre o que eu faço 
com teu corpo de cetim 
nadando em nosso abraço? 

Tu voas, 

como as bruxas 
e os anjos 

Como os rios 
por dentro das nuvens 

e da vagina 

És o anjo 
tu 
das minhas asas 

sobre os seios... 

Suposto é de ti 
que tu tens asas 

luzentes: 
a tremerem-te 
na fala 

As laminas 
de metal 
das tuas asas? 

A lembrar o sol 
a bater 
nas penas dos pássaros 

Tu, 
és o anjo negro 
da boca... 

do meu corpo

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal

Subscreva a Newsletter do Portal da Literatura

e receba os destaques e as novidades no seu e-mail.