loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen

Aqui me sentei quieta 
Com as mãos sobre os joelhos 
Quieta muda secreta 
Passiva como os espelhos

Musa ensina-me o canto 
Imanente e latente 
Eu quero ouvir devagar 
O teu súbito falar 
Que me foge de repente.

em "Dual", 1972

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal