loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Fernando Pessoa

Mundo
Fernando Pessoa

Brilha uma Voz na Noute...

Brilha uma voz na noute 
De dentro de Fora ouvi-a... 
Ó Universo, eu sou-te... 
Oh, o horror da alegria 
Deste pavor, do archote 
Se apagar, que me guia! 

Cinzas de idéia e de nome 
Em mim, e a voz:Ó mundo, 
Sermente em ti eu sou-me... 
Mero eco demim, me inundo 
De ondas de negro lume 
Em que pra Deus me afundo. 

em "Cancioneiro"

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal