loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Almeida Garrett

É lei do tempo, Senhora,
Que ninguém domine agora
E todos queiram reinar.
Quanto vale nesta hora
Um vassalo bem sujeito,
Leal de homenage e preito
E fácil de governar?

Pois o tal sou eu, Senhora:
E aqui juro e firmo agora
Que a um despótico reinar
Me rendo todo nesta hora,
Que a liberdade sujeito...
Não a reis! - outro é meu preito:
Anjos me hão-de governar.

em 'Folhas Caídas'

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal