loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Almeida Garrett

Como a víbora gerado,
No coração se formou
Este amor amaldiçoado
Que à nascença o espedaçou.

Para ele nascer morri;
E em meu cadáver nutrido,
Foi a vida que eu perdi
A vida que tem vivido.

em 'Folhas Caídas'

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal