loading gif
Loading...

Nélida Piñon


1935

Biografia

NÉLIDA PIÑON nasceu no Rio de Janeiro em 1935. Formou-se em jornalismo e colaborou com vários jornais e revistas literárias antes do seu primeiro romance, Guia-Mapa de Gabriel Arcanjo, publicado em 1961. Em 1970, inaugurou a cadeira de Criação Literária na Faculdade de Letras da Universidade Federal  do Rio de Janeiro. Os seus livros, traduzidos em treze países, mereceram importantes prémios internacionais: em 1995, foi a primeira brasileira a receber o prémio Juan Rulfo de Literatura Latino-Americana, e em 2003 o Prémio Internacional Menéndez Pelayo. Recebeu ainda uma série de condecorações, como a Lazo de Dama de Isabel la Católica, outorgada pelo rei Juan Carlos de Espanha. Em 1990, entrou para a Academia Brasileira de Letras e, em 1996, tornou-se a primeira mulher a presidir a esta instituição. Em 2005, foi distinguida com o prémio Príncipe das Astúrias, de Espanha.
De entre as suas obras de ficção destacamos: Madeira Feita Cruz (1963), Tempo das Frutas (1966), Fundador (1969), Sala de Armas (1973), Tebas do meu Coração (1974), A Força do Destino (1978), O Calor das Coisas (1980), A República dos Sonhos (1984), A Doce Canção de Caetana (1987), O Pão de Cada Dia (1994) e Vozes do Deserto, publicado em Portugal, pela Bertrand, em 2007.

 



Livros escritos por Nélida Piñon





Comentários


Ainda não existem comentários para este questionário.

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal