loading gif
Loading...

Camões. Poeta Mancebo E Pobre

Matilde Rosa Araújo

1978

Comentários


A mostrar os últimos 20 comentários:

ADEMAR , 04/04/2021 21:09

Livro dedicado aos infantes do mundo que queiram saber sobre Camões e saibam a língua portuguesa. Edição simples mas muito bem elaborada, a iniciar pela capa onde aparece foto da máscara mortuária moldada por Martins Correia interior cheio de gravuras relativas à Camoniana: retrato pintado por Fernão Gomes, casa da Calçada de Santana onde morreu Camões, segundo a tradição, Casa dos Arcos, antes da restauração, em Constância (já estive lá em 2006) e mais algumas gravuras selecionadas por Maria Keil, além de 3 desenhos por ela mesma elaborados. O título do livro aparece de forma indireta na descrição de como Camões desapareceu para este mundo e se tornar um mito para sempre: "E Camões morre num dia de Junho.[...] Viveu triste, triste morreu. Em solidão. [...] Um homem de lenda e tão verdadeiro que o podemos descobrir todos nós. Um Poeta mancebo e pobre [...]...". Ademais, ainda há um bem elaborada antologia camoniana desde a lírica até Os Lusíadas. Uma tábua do tempo dos anos em que Camões andou por cá. O único reparo que deixo assinalado é relativo às indicações bibliográficas que, mesmo sendo uma obra pra crianças e jovens, deixou de indicar a edição e o ano de cada uma das referências bibliográficas registradas. Elaborado no dia 04 de Abril de 2021 - Páscoa dos Cristãos. De um camonista atuante.

0 0
Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal