loading gif
Loading...

Notícias



Temas e Debates: as novidades do primeiro trimestre de 2021

05 Jan, 2021

A Temas e Debates entra no novo ano com muitas novidades que não vai querer deixar de ler.

Janeiro arranca com a publicação do livro de memórias de Hans Rosling (1948-2017) – génio sueco da estatística, extraordinário investigador e coautor do bestseller global Factfulness. Como Aprendi a Compreender o Mundo é a história, contada pelo próprio, de como se tornou um pensador revolucionário. «Enquanto Factfulness é sobre as razões pelas quais as pessoas consideram o desenvolvimento à escala global tão difícil de entender, este livro é sobre mim e sobre como cheguei a esse conhecimento. Por outras palavras, esta é uma memória. Ao contrário de Factfulness, é muito escassa em números. Em vez disso, conto histórias sobre ter conhecido pessoas que me abriram os olhos e me fizeram recuar e pensar duas vezes». Ainda em janeiro, chega às livrarias Os Seis Segredos da Inteligência, de Craig Adams. Combinando a filosofia de Aristóteles com as descobertas mais recentes da ciência cognitiva e a crença de que a educação moderna não nos ensina a pensar por nós próprios, este livro revela aquilo que nos escapa quando procuramos tornar a nossa mente mais perspicaz e mais aberta. Um livro que é como um estojo de ferramentas que pode utilizar-se em qualquer debate político, discussão filosófica ou conversa familiar.

Em fevereiro, a Temas e Debates publica Mulheres na História do Mundo, de Bonnie G. Smith. Este é um livro que condensa a história das mulheres num único relato, desde 1450 até aos nossos dias, dando a conhecer o papel da mulher nos desenvolvimentos globais. Além de referir a presença feminina nas áreas culturais, económicas e sociais, também evidencia a forma como as mulheres intervieram em acontecimentos públicos, tais como a construção de nações, o imperialismo, a revolução e a guerra. Como Pensar Politicamente, de Graeme Garrard e James Bernard Murphy, é uma viagem pelo pensamento de 30 sábios, eruditos e estadistas que mudaram o mundo em 2500 anos, entre os quais se encontram Confúcio, Platão, Santo Agostinho, Maquiavel, Burke, Wollstonecraft, Marx, Nietzsche, Gandhi, Qutb, Arendt, Nussbaum, Naess e Rawls. O melhor do pensamento político chega às mãos dos leitores também em fevereiro, para lhes mostrar que a política tem uma moral e uma profundidade intelectual que nada têm a ver com a visão redutora por vezes dada pelos media.

Em Defesa do Sistema Imunitário, de Matt Richtel, é outras das novidades do mês de fevereiro. Uma narrativa inovadora sobre a chave da longevidade, que explica factos científicos de um modo acessível através de entrevistas aos mais importantes cientistas e de histórias clínicas. De um modo simples e inovador o autor revela como o corpo comanda o combate a bactérias, vírus, parasitas e tumores, mas também que o sistema que nos defende pode ser uma ameaça através das doenças autoimunes. Para terminar o segundo mês de 2021, a Temas e Debates vai publicar A Ciência do Destino, de Hannah Critchlow, uma visão humana e acessível da neurociência que subjaz aos conceitos de livre-arbítrio e de destino. Baseando-se na sua própria investigação e em conversas com outros especialistas da sua área, a consagrada neurocientista demonstra não só o potencial extraordinário, mas também os riscos envolvidos na capacidade de antecipar o nosso futuro – e analisa o modo como poderemos alterar aquilo que nos espera. Luminosa e reveladora, esta obra revoluciona a nossa compreensão de quem somos e dá-nos instrumentos que nos ajudarão a criar um futuro melhor para nós próprios e para o mundo em geral.

No mês de março será publicado o romance histórico A Estreia do Auto da Índia, do historiador João Paulo Oliveira e Costa. Os Impérios Ibéricos e a Globalização da Europa (Séculos XV a XVII), de Bartolomé Yun Casalilla, é outra das novidades deste mês. Neste ambicioso livro, é explicado o papel crucial que Portugal e Espanha tiveram na primeira globalização, e o impacto que isso teve nas suas sociedades e na Europa, assim como o seu domínio em África, na Ásia e na América. Estavam os povos da Península Ibérica capacitados para os grandes desafios que tiveram de enfrentar? Estiveram as suas elites à altura dos grandes empreendimentos? Que tipo de relações sociais tornou possível a ascensão ibérica e que preço pagou a sociedade? Anos de investigação e reflexão e uma comparação com os restantes países permitiram ao autor responder a estas e outras questões da maior relevância para o entendimento da história. 

Ainda em março, chegam às livrarias nacionais dois livros que procuram explicar o mundo em que vivemos. O Mundo Segundo a Física, de Jim Al-Khalili, convida o leitor a conhecer e a compreender uma ciência de crucial importância para o entendimento do universo e da natureza da realidade. Usando exemplos muito simples e analogias originais, o autor revela-nos a física das extremas escalas cósmicas, as fronteiras especulativas e a física do quotidiano das experiências e tecnologias. Do paleoantropólogo espanhol Juan Luis Arsuaga, Vida, a Grande História é uma síntese perfeita da história biológica e cultural da vida e da espécie humana, explicada com rigor e de forma lúdica por um dos mais prestigiados cientistas no campo da teoria da evolução. Há cerca de quatro mil milhões de anos, a vida apareceu na Terra. Qual é a história da sua evolução? A vida era inevitável? E a raça humana? Existiriam outros seres inteligentes, se não houvesse humanos? Partindo de questões como estas, e fazendo uma revisão sólida das respostas científicas que lhes foram dadas ao longo dos anos, o autor traça uma autêntica história da vida que culmina com a eterna questão: Porque estamos aqui?

Comente esta notícia


Ainda não existem comentários para esta notícia.

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal