loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Fernando Pessoa

Sofrimento
Fernando Pessoa

Ditosos a quem Acena

MARINHA 

Ditosos a quem acena 
Um lenço de despedida! 
São felizes: têm pena... 
Eu sofro sem pena a vida. 

Dôo-me até onde penso, 
E a dor é já de pensar, 
Órfão de um sonho suspenso 
Pela maré a vazar... 

E sobe até mim, já farto 
De improfícuas agonias, 
No cais de onde nunca parto, 
A maresia dos dias. 

em "Cancioneiro"

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal