Loading...

Poema e Poesia de Fernando Namora

Mundo
Fernando Namora

Poema da Utopia

A noite caiu sem manchas e sem culpa. 

Os homens tiraram as máscaras de bons actores. 

Findou o espectáculo. Tudo o mais é arrabalde. 

No alto, a utópica lua, vela comigo 
e sonha inutilmente com a verdade das coisas. 

- Noite! Deixa-nos também dormir... 

Em 'Relevos'

Voltar

Subscreva a Newsletter do Portal da Literatura

E recebe os destaques e as novidades no seu email.