loading gif
Loading...

Poema e Poesia de Friedrich Wilhelm Nietzsche

Presdestinada à tua órbita, 
Que te importa, estrela, a noite? 
Rola, bem-aventurada, através do tempo! 
Que a sua miséria te permaneça estranha. 
A tua luz está destinada ao mais distante dos mundos: 
A piedade deve ser-te um pecado. 
Admite apenas uma lei: sê pura! 

Em "A Gaia Ciência"

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal