loading gif
Loading...

Sinopse

Milan Kundera chegou a pensar dar a este romance o título de A Idade Lírica. A idade lírica, segundo ele, é a juventude, e este romance é, acima de tudo, uma epopeia da adolescência, uma epopeia irónica que corrói ternamente valores sagrados: a infância, a maternidade, a revolução e, até mesmo, a poesia. Com efeito, Jaromil é poeta. Foi a sua mãe que o fez poeta, e é ela que o acompanha (figurativamente) aos seus leitos de amor e (literalmente) ao seu leito de morte.

Personagem ridícula e comovente, horrível e de uma inocência total («a inocência com o seu sorriso sangrento»!), Jaromil é, ao mesmo tempo, um verdadeiro poeta. Não é um canalha, é Rimbaud. Rimbaud apanhado na armadilha da revolução comunista, na armadilha de uma farsa negra.

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Avaliações

Manuela Santos avaliou com .
Isabel Pascoal avaliou com .
Renatha Correa avaliou com .

Favoritos

Manuela Santos adicionou aos favoritos
Isabel Pascoal adicionou aos favoritos
Renatha Correa adicionou aos favoritos

Outros livros de Milan Kundera

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal