loading gif
Loading...

O Solilóquio do Rei Leopoldo



Mark Twain

Última edição: 2018
Edição original: 1905
Quetzal Editores

Sinopse

O Solilóquio do Rei Leopoldo é um pequeno livro publicado em 1905 por Mark Twain. Trata-se de um texto de sátira política, um monólogo do rei Leopoldo II, da Bélgica, que discursa para se defender das acusações de atro-cidades cometidas entre 1885 e 1908 no chamado «Estado Livre do Congo», um grande território cuja administração foi exercida pessoalmente pelo rei belga – e não pela Coroa ou pelo Estado. Leopoldo II submeteu a população local a condições de vida e de trabalho degradantes e a uma repressão violenta e desumana, com o objetivo de aumentar os lucros da extração de diamantes, borracha e marfim. A partir de 1900 começaram a surgir denúncias sobre os crimes e o horror vividos no Estado Livre do Congo – já em 1899 fora publicado O Coração das Trevas, de Joseph Conrad, um retrato desse universo pavoroso. Em 1904, Roger Casement (a personagem de O Sonho do Celta, de Mario Vargas Llosa), cônsul britânico no Congo, elabora um relatório sobre a prática de atrocidades e a desumanidade da administração do rei - que levaria o Parlamento belga a anexar o território, retirando-lho.
E, nos Estados Unidos da América, Mark Twain associa-se a uma campanha internacional contra Leopoldo II. Por isso, o seu texto não é apenas um panfleto político: é também uma denúncia vigorosa, sarcástica e burlesca do colo-nialismo e do racismo. 

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Avaliações

Francisco Lima avaliou com .

Favoritos

José Carinhas adicionou aos favoritos
Henrique Alves adicionou aos favoritos
Fernando Pires adicionou aos favoritos

Outros livros de Mark Twain

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal